NOTÍCIAS

Oficina de biscuit melhora qualidade de vida e é alternativa para idosos iguaçuanos que buscam renda extra | Prefeitura de Nova Iguaçu

Imagine ocupar o tempo ocioso em um local que oferece atividades gratuitas e aprender, já depois dos 60 anos, algo nunca antes pensado que fosse possível. E que, além disso, o aprendizado posto em prática pudesse render uma renda extra no fim do mês. Esta é a proposta da oficina de biscuit, uma das novidades oferecidas pelo Espaço Municipal da Terceira Idade (ESMUTI).

O ESMUTI é um equipamento da Prefeitura de Nova Iguaçu destinado ao convívio de idosos. O local conta com mais de 1.500 pessoas cadastradas que podem exercer, gratuitamente, diversas atividades, entre elas a oficina ministrada pela artesã Cíntia de Oliveira Leite, que domina a técnica do biscuit há 23 anos.

“O manuseio da massa pode ajudar de diversas maneiras: funciona como fisioterapia para quem tem limitações nos membros superiores, eleva a autoestima, afasta a depressão e permite que a pessoa guarde lembranças”, revela Cíntia, explicando que é possível fazer, por exemplo, um boneco com as características de alguém e guardá-lo por muito tempo, já que o material tem grande durabilidade.

A professora também conta que já esteve no lugar de aluna, assim como as idosas que participam da oficina no ESMUTI, mas tem hoje, no artesanato, uma fonte de renda extra. É este o desejo da aposentada Maria das Graças de Oliveira Von Rodove. Ela conheceu o ESMUTI no início do ano e, desde então, pratica diversas atividades, entre elas a oficina de biscuit.

“Eu não sabia como era feito o biscuit e estou gostando muito. Muita gente tem feito elogios e pergunta se eu aceito encomendas, mas ainda não, estou aprendendo. Então quero aprender cada vez mais e começar a fazer peças para vender e ter um dinheiro extra”, conta a aposentada de 70 anos, apontada por Cíntia como um dos destaques da turma.

O biscuit é só uma das atividades praticadas por Maria das Graças, que frequenta o ESMUTI de segunda a quinta-feira, e tantos outros idosos. Ela também faz aulas de pintura, pilates, alongamento, hidroginástica e teatro. “Quando cheguei aqui descobri que há pessoas com problemas maiores que os meus, e isso ajuda a superar as dificuldades. Eu saio daqui mais leve. O ESMUTI é tudo para nós, idosos”, afirma Maria das Graças.

Coordenador do equipamento, Alexandre Costa revela que há casos de idosos que chegaram a tentar o suicídio antes de conhecer o ESMUTI e que têm no espaço uma oportunidade para recomeçar a vida. “São pessoas que muitas vezes sofriam isolamento social até mesmo dentro de suas próprias casas e que encontram aqui tudo o que precisam para que possam ter uma vida mais saudável e feliz”, garante Alexandre.

O ESMUTI é gerenciado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, mas conta com parcerias com a Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu (FENIG), responsável pela oficina de biscuit, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL), que promove atividades físicas como caminhadas, e a Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), que oferece médicos, enfermeiros e fisioterapeutas que fazem o acompanhamento dos idosos.

Para participar das atividades oferecidas pelo ESMUTI é preciso ser morador de Nova Iguaçu e ter mais de 60 anos. Basta comparecer ao equipamento localizado na Rua Luís de Matos, nº 736, no Bairro da Luz. É preciso apresentar RG, CPF e comprovante de residência. O atendimento é feito das 9h às 11h e das 14h às 16h.