NOTÍCIAS

Justiça rejeita recurso contra candidatura de Trump

Donald Trump em evento de campanha em Waterloo, Iowa, em 19 de dezembro de 2023 KAMIL KRZACZYNSKI

A Suprema Corte de Michigan, nos Estados Unidos, rejeitou nesta quarta-feira (27) um r ecurso que pedia a desqualificação do ex-presidente Donald Trump para as primárias eleitorais nesse estado em 2024 por seu papel na invasão do Capitólio, há três anos.

Essa é a mais recente de uma série de contestações legais apresentadas em vários estados do país para impedir que Trump apareça nas cédulas de votação das primárias republicanas no ano que vem, devido a seus esforços para reverter sua derrota para o democrata Joe Biden em 2020 e aos distúrbios em Washington, D.C., em janeiro de 2021.

Esses recursos se baseiam na 14ª Emenda da Constituição americana, segundo a qual os funcionários que juram apoiar a Carta Magna podem ser impedidos de ocupar cargos futuros, se for comprovada a “participação em uma insurreição”.

A mais alta corte de Michigan decidiu, em uma breve sentença, que “não estava convencida de que as questões apresentadas deveriam ser respondidas por esse tribunal”.

Tribunais de instâncias inferiores desse estado rejeitaram o caso por motivos de procedimento no início do processo, que foi confirmado em recurso. Isto significa que nunca se abordou a questão sobre se Trump participou, ou não, da insurreição.

Até o momento grande favorito dos republicanos para 2024, Trump celebrou a decisão de Michigan e classificou as tentativas de tirá-lo da disputa como “uma manobra patética para fraudar a eleição”.

A decisão desta quarta-fe